Eles são praticamente os mesmos desde a antiguidade, realmente muito pouca coisa mudou. Veja abaixo a lista com alguns dos símbolos e ícones do caminho.

A Concha de Vieira

A concha de VieiraUm dos principais símbolos do Caminho, a vieira é a concha de um marisco muito encontrado na região costeira da Galícia. A concha de vieira é o emblema que identifica os devotos ao culto de Santiago. De acordo com a lenda, o corpo do Apóstolo, perdido no mar, foi arrastado por correntes marítimas até uma praia da Península Ibérica, chegando intacto e coberto por conchas de vieira. Na Idade Média, a vieira era usada como amuleto contra pragas e maldições. Seu lado côncavo é utilizado em roupas, mochilas ou colares, sendo a concha natural ou com uma pintura de cruz-espada, a cruz de Santiago.

A Cruz de Santiago

A bela cruz vermelha possui a forma de espada, e uma ponta como lâmina, que pode ser enfiada no chão. A cruz serve como adorno para roupas de confrarias e dos Cavaleiros de Santiago, além de adornar artigos para presentes, como abridores de cartas, chaveiros, entre outros. Foi usada pela primeira vez pela Ordem dos Cavaleiros de Santiago, simbolizando o Apóstolo defensor dos cristãos na guerra da Reconquista.

O Cajado

Um dos instrumentos mais úteis do Caminho, o cajado torna-se imprescindível principalmente nas descidas por caminhos de pedras redondas. Feitos de galhos de avelaneiras ou de castanheiras, na Idade Média o cajado tinha um significado especial: representava a terceira perna e também a terceira pessoa da Santíssima Trindade. Atualmente, os cajados vêm sendo substituídos por bastões, mas os naturais ainda fazem muito sucesso entre os peregrinos.

As Pedras

As pedras são símbolos muito marcantes do Caminho. Frequentemente são encontrados montinhos de pedras, às vezes em grande quantidade, em locais específicos do Caminho, ou ainda, pedras em cima dos marcos de distância ou simplesmente à margem dos caminhos. Como simbolismo, muitos peregrinos carregam suas próprias pedras para serem depositadas na Cruz de Ferro, no alto do Monte Irago, em León. Essas pedras significam problemas, coisas negativas, que o peregrino deixa na cruz para, daí em diante, ser uma nova pessoa, com uma nova atitude de vida.

A Credencial do Peregrino

A “Credencial do Peregrino” é um documento indispensável e exclusivo para quem percorre o Caminho de Santiago a pé, de bicicleta ou a cavalo.  Renovando a tradição das cartas de apresentação ou “salvo-conduto” dos peregrinos medievais, esse documento que dá direito ao portador de pernoitar em albergues especiais, igrejas e monastérios ao longo de todo caminho. Nele, há várias lacunas em branco para serem postos de carimbos nos lugares que lhe hospede a fim de comprovar sua passagem.

Este “passaporte” pode ser sacado em qualquer Associação de peregrinos existente no mundo, embora cada uma delas tenha uma certa burocracia diferenciada a esta concessão (algumas pedem até uma carta de apresentação de uma paróquia).

Para obter a Credencial do Peregrino você deve solicitá-la à Associação Brasileira dos Amigos do Caminho de Santiago-AACS, telefonando para um dos seguintes telefones:

Aracaju – José Oliveira Santos – (79) 246-3212 – j.olivasantos@infonet.com.br
Belo Horizonte – Regina Ladeira Soares – (31) 9994-2900  (31) 3287 8429 – reginalsoares@hotmail.com
Campinas – Jane Dias – (19) 9605-2418 – janeedias@uol.com.br
Curitiba – Marcos Lúcio Xavier (Billy) – (41) 3223-4476 – billy@sefa.pr.gov.br
Goiânia – Lady Foppa – (62) 3091-2086 – ladyfoppa@hotmail.com
Marília (SP) – Lara D. Zimmer – (14) 3451-2140 – dzimmer@uol.com.br
Porto Alegre (RS) – Walter Jorge de O. Almeida – (51)3224-0595 – wjorge.rlk@terra.com.br
Recife – Fátima A. de Souza – (81)3341-0395 fa@br.inter.net
Rio – Inês Dutra Serpa – Fone: (21) 2239-7188 – ineserpa@terra.com.br
Santa Maria (RS) – Rafael Cechella Isaia – (55) 3027-5734 – rcisaia@yahoo.com.br
Santos – Marcina Celeste de Souza Vieria (013) 2138-4323 – marcinavieira@gmail.com
São Paulo – Cristina Courty – (11) 8360-0160 – courty@uol.com.br
Teresina – Joana Darc M. Buenos Aires – (86) 234-1015 – jdmba@uol.com.br

A “Compostela”

Ao chegar em Santiago, você receberá a “Compostela”, um belo diploma escrito em latim, igual aos concedidos na Idade Média coroando sua peregrinação.

A “Compostela” é um documento que por ele se reconhece que o peregrino alcançou a meta de Compostela e o fez por motivos religiosos. Este documento é emitido pela Câmara de Deán, na Rua do Villar 1, próximo da Catedral. Os selos da credencial servem para testemunhar a passagem diária nos distintos locais e etapas do caminho, à exceção dos últimos 100 km do percurso, devem conter dois selos por dia.

Embora os peregrinos a quem são dadas a Compostela devem justificar a motivação piedosa ou religiosa em sua peregrinação, nos últimos anos a igreja tem um outro diploma de Compostela em substituição da credencial para aqueles que vêm a Santiago, sem a motivação necessária de devotos da peregrinação.